Entre em contato

atendimento@ies.med.br     Ligue : (62) 3252-1500

Semana do Sono é realizada em Goiânia

Semana do Sono é realizada em Goiânia

Retranca: EM DIA

Título: Semana Mundial do Sono é realizada em Goiânia

Olho: Ação é promovida pela Associação Brasileira de Sono (ABS) e na capital conta com a organização da Regional do Sono Centro-Oeste e apoio da Song no evento científico do Módulo do Sono

Criado há 11 anos pela Sociedade Mundial do Sono, o Dia Mundial do Sono surgiu com o objetivo de dar visibilidade para medidas de prevenção e cuidados no combate aos distúrbios do sono. Costumeiramente celebrado na terceira sexta-feira de março, a data este ano cairá no dia 16.

Como parte das ações globais do Dia Mundial do Sono, a Associação Brasileira de Sono (ABS) dará continuidade a Semana do Sono, campanha de conscientização social que busca divulgar e ressaltar a importância do sono para a saúde e qualidade de vida. Criada em 2015, a iniciativa reúne profissionais das mais diversas áreas e é trabalhada à nível nacional, com o auxílio das regionais.

O tema da Semana do Sono de 2018, que vai do dia 12 a 18 de março, é Respeite seu sono e siga seu ritmo. Segundo a neurologista Giuliana Macedo Mendes (CRM-GO 7375 / RQE 10.095), presidente da Associação Regional do Sono Centro-Oeste, vinculada à ABS, tratar deste assunto é reforçar a “necessidade de se conhecer e respeitar a necessidade do sono e a ritmicidade de cada indivíduo”.

Segundo a médica, as funções do organismo humano (ou ritmos biológicos) variam de forma rítmica, sequencial e sincronizada às 24horas do ambiente, a alternância do dia e da noite (ritmo circadiano). “A dessincronizacão dos ritmos biológicos com o ambiente impacta na quantidade e qualidade do sono e traz diversas consequência no dia a dia, como sonolência, fadiga, dificuldade de atenção e aprendizado e maior risco para acidentes”, alerta.

Conforme explica a neurologista, a presença de distúrbios do sono pode interferir na ritmicidade. Dessa maneira, é fundamental manter ritmos circadianos regulares, pois estão associados a menor risco para distúrbios do sono, transtornos de saúde mental e problemas crônicos de saúde, como obesidade e diabetes.

O principal público, foco da Semana do Sono deste ano, são os adolescentes, principalmente os da faixa etária dos 15 aos 17 anos, estudantes do ensino médio. Neste grupo, Giuliana explica que é comum existir atraso da fase de sono. “O adolescente tem uma tendência a ir dormir e acordar mais tarde. Então, temos que respeitar e entender essa dinâmica, que é própria da idade”, afirma.

Durante a ação, será analisada qual é a quantidade ideal de horas de sono para os adolescente. Por ser uma campanha nacional, realizada em várias capitais brasileiras, o levantamento dos dados, obtidos por meio de aplicação de questionários, fará parte de uma pesquisa sobre a qualidade do sono dos adolescentes e poderá contribuir para mudanças no horário de início das aulas no Brasil, como já ocorre nos EUA e Inglaterra, onde os estudantes iniciam as aulas às 8h30 da manhã.

*BOX1

Respeitar o ritmo

Apesar do foco desta ação ser jovens, a ritmicidade circadiana precisa ser respeitada em todas as faixas etárias. “Nós funcionamos por meio de ritmos, que regulam tanto a alimentação quanto a secreção de algumas substâncias e hormônios. O sono também faz parte disso”, acentua.

Afim de deixar a população goianiense bem informada sobre a importância da qualidade do sono, a Associação Regional do Sono Centro-Oeste realizará um evento esportivo e de esclarecimento à sociedade, no dia 18 de março, domingo, no Parque Vaca Brava, das 9 às 13 horas.

BOX 2

Módulo do Sono

Além das atividades da Semana do Sono, a Associação Regional do Sono Centro-Oeste, filiada e apoiada pela Associação Brasileira do Sono-ABS, em parceria com a Song, promoverá o Módulo Científico sobre sono. O evento terá participação de neurologistas de outros estados, como Raimundo Nonato Delgado Rodrigues, doutor em Ciências Médicas e professor adjunto da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (FM/UnB); Leonardo Ierardi Goulart, do laboratório de Neurofisiologia Clínica do Hospital Israelista Albert Einstein (HIAE); e Bruno da Silva Brandão Gonçalves, mestre em Física, Química e Neurociências pela Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ).

As inscrições para o Módulo do Sono podem ser feitas no site da Song por meio da ficha de inscrição. Sócios estão isentos de taxa. Para médicos não sócios e outros profissionais da saúde (odontólogo do sono, fisioterapeuta,psicólogo e fonoaudiólogo, etco valor é R$100,00; residentes, R$ 80,00; acadêmicos de graduação de pós-graduação R$ 50,00.

BOX 3

Relógio biológico

De acordo com o cronotipo, as pessoas podem ser classificadas em:

1. Matutinos: preferem dormir e acordar cedo e têm melhor desempenho nas atividades realizadas durante o dia.

2. Vespertinos: adaptam melhor ao dormir e acordar mais tarde e apresentam melhor desempenho nas tarefas realizadas à tarde ou à noite.

3. Intermediários: não possuem preferência por horários extremos.

BOX 4

Higiene do sono

1. Mantenha horários regulares para dormir e acordar, inclusive nos finais de semana.

2. Evite exposição à luz (televisão, celular, computador) próximo ao horário de dormir.

3. Pratique exercícios físicos, regularmente, de preferencia, pela manhã, sob a luz do sol.

4. Evite  bebidas alcoólicas, assim como estimulantes do alerta, como cafeína e nicotina.

5. Tenha uma alimentação saudável, com alimentos ricos em nutrientes.

Leave a Comment

Name*

Email* (never published)

Website