DestaqueGoiâniaGoiásImprensaNotícias

Uso indevido dos benzodiazepínicos no tratamento da insônia e transtorno de ansiedade

Os benzodiazepínicos estão entre os medicamentos mais consumidos no mundo. São empregados como ansiolíticos, sedativos, miorrelaxantes, hipnóticos e anticonvulsivantes. Mesmo tendo conhecimento dos efeitos colaterais provocados devido ao uso prolongado (como dependência física e psíquica, interação com outras drogas e diminuição da atividade psicomotora), seu consumo ainda cresce principalmente entre idosos e mulheres.

O consumo dos benzodiazepínicos no Brasil é justificado por vários fatores como a facilidade de obter receitas médicas, prescrição indevida, a automedicação e quadros frequentes de ansiedade, insônia decorrente da rotina estressante das cidades.

A insônia é definida como uma dificuldade de iniciar, manter sono ou por despertar precoce, sem que depois o indivíduo consiga retornar ao sono. Acarreta irritabilidade e alterações do humor; déficits nos desempenhos social, profissional e escolar; déficits de atenção, da concentração e da memória; fadiga; cansaço diurno, entre outros. Geralmente a insônia resulta de maus hábitos de sono (ingestão de cafeína, álcool ou comida em grande quantidade antes de dormir, exercício físico antes de dormir, tabagismo e sedentarismo). Outro item da má higiene do sono muito comum nos dias atuais e responsável pela perpetuação da insônia, é a exposição à luminosidade próximo da hora de dormir (uso de televisão, celular, computador, tablet).

Já o transtorno de ansiedade, que se caracteriza por preocupação excessiva, medo, irritabilidade, angústia intensa, alterações do humor e até sintomas físicos (tremores, sudorese excessiva, cansaço fácil, coração acelerado) acomete cerca de 40 a 50% dos casos de insônia aguda e crônica.

Nestes casos, a utilização de benzodiazepínicos pode ser indicada na insônia aguda, por curto período de tempo para melhora dos sintomas, mas pouco eficiente na abordagem da causa da insônia que se torna crônica. O tratamento não medicamentoso recomendado é a terapia cognitivo comportamental associado a uma adequada higiene de sono, alimentação saudável, prática de exercícios físicos, apoio psicossocial e atividades de lazer que possibilitem diminuir o estresse.

Sobre o Instituto de Especialidades e Sono – IES

Com 17 anos de tradição e excelência, o Instituto de Especialidades e Sono (IES), é referência no diagnóstico e tratamento das Doenças do Sono. A clínica possui equipe multidisciplinar, com larga experiência na área e modernos equipamentos além de uma estrutura ampla, com suítes climatizadas e cama box de casal para proporcionar maior conforto durante a noite de sono, na avaliação dos diversos Distúrbios do Sono.

O IES está localizado no Setor Bueno, região nobre de Goiânia proporcionando comodidade, conforto e segurança.

 

Exames:

– Eletroencefalograma

– Polissonografia Basal, Domiciliar e com CPAP/BIPAP

– Testes das Latências Múltiplas do Sono

– Eletroneuromiografia de MMSS e de MMII

– Eletroneuromiografia de 4 membros e de face bilateral

– Eletroneuromiografia com registro de movimento involuntário

 

Atendemos:

– Particular

– UNIMED

– IPASGO

– GEAP

– AMIL

 

Para maiores informações e dúvidas:

Contato: (62) 3252-1500 / 3253-1919

Whatsapp: (62) 98129-9595

E-mail: atendimento@ies.med.br

Visite nosso site:  https://ies.med.br/

Endereço: Rua T 55, N° 869, St. Bueno, Goiânia, Goiás

Mostrar mais

IES - Instituto de Especialidades e Sono

Com 17 anos de tradição e excelência, o Instituto de Especialidades e Sono (IES), é referência no diagnóstico e tratamento das Doenças do Sono. A clínica possui equipe multidisciplinar, com larga experiência na área e modernos equipamentos além de uma estrutura ampla, com suítes climatizadas e cama box de casal para proporcionar maior conforto durante a noite de sono, na avaliação dos diversos Distúrbios do Sono. O IES está localizado no Setor Bueno, região nobre de Goiânia proporcionando comodidade, conforto e segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo